Chave de ouro: Professora Dorinha encerra 2023 como a parlamentar mais influente do Senado Federal

O ano de 2023 foi bastante positivo no que diz respeito à atuação parlamentar da senadora Professora Dorinha Seabra (União/TO) não só para o Tocantins como a nível nacional. Professora Dorinha encerra o primeiro ano de mandato de senadora como a parlamentar mais influente do Senado Federal segundo o ranking “Mais Influentes do Congresso Nacional”, elaborado pelo Pensar RelGov e Sigalei, instituições que monitoram as Casas Legislativas federais.

Foram considerados dados até 15 de novembro para proporcionar uma visão atualizada e precisa do panorama político. O ranking traz os 20 parlamentares mais influentes na Câmara dos Deputados e no Senado. De acordo com a publicação, a senadora Professora Dorinha teve grande destaque nos quesitos “Liderança (14%) e Performance Legislativa (86%)”, confirmando o seu protagonismo no Senado Federal. 

“O ano de 2023 foi um ano de grandes desafios para o nosso país e para que pudéssemos construir novas relações e acreditar na nossa capacidade de transformação. Foram muitas tarefas assumidas com muita vontade e desejo de construir um Brasil mais equilibrado, que as desigualdades fossem enfrentadas, e que a boa política pudesse fazer a diferença na vida das pessoas. Isso foi o que sempre procurei fazer como parlamentar e liderar esse ranking me traz muito orgulho e ainda mais responsabilidade”, disse a Professora Dorinha.

Um importante exemplo do protagonismo da Professora Dorinha foi a sanção de cinco leis de sua autoria somente neste ano:
Lei 14.681/23 – Institui a Política de Bem-estar, Saúde e Qualidade de Vida no Trabalho e Valorização dos Profissionais da Educação. Professora Dorinha foi coautora da lei;
Lei 14.627/23 – Validação de diplomas de ensinos médio e fundamental feitos no exterior;
Lei 14.560/23 – Mais verba para atividades extracurriculares;
Lei 14.695/23 – Bolsas de pesquisa a servidores públicos;
Lei 14.734/23 – Fortalecimento dos Conselhos de Alimentação Escolar.

E ainda há o Projeto de Lei 88/18, sexta proposição da senadora, que estabelece regras gerais para valorização dos profissionais da educação básica pública, que aguarda sanção presidencial. 

Metodologia

O ranking utilizou metodologia científica, big data e inteligência artificial para medir a influência dos parlamentares do Congresso Nacional e rankear os mais decisivos em diferentes áreas. A metodologia elencou as variáveis relevantes aplicáveis à análise de stakeholders em ambiente político que pudessem ser quantificadas por big data, separando-as por grandes grupos de afinidade e criar categorias específicas e uma geral.

São onze variáveis ao total, podendo ser analisadas separadamente ou em diferentes tipos de conjuntos. Assim, foi criado o grupo Liderança, onde estão as variáveis que indicam os parlamentares mais influentes na orientação e definição de votações; o grupo Performance Legislativa, que indica os empreendedores políticos, aqueles capazes de empreender articulações e negociações capazes de transformar em lei as proposições legislativas; e o Alcance Social, que traz aqueles parlamentares com maior capacidade de influenciar a opinião pública.